quinta-feira, 10 de julho de 2008

Grupo Aldeia - Cantoriá (2005)

Essa Aldeia é uma plêiade ritmada de vozes e tum tum tum's violados capaz de pegar raios com a mão. Te chegam do mistério no entender quase brincando de ser música. Moças e moços que descobriram a simplicidade, a beleza e a poesia da música do mundo num caroço de goiaba. Que não fazendo a música, abrem-se em comunhão trans-musical para que se achegue, sem esforço, o tímido som da terra. São uma amostra de músicos que com humildade e as influências certas desenham na história da música uma aquarela há muito procurada. Sons que só depois de esquecidos, hoje se encontram descansados sob a sombra de uma mangueira no centro do Brasil. Sorrindo transparentes. Acessíveis e sem mistérios.

Direto do encarte olha esse texto que te informará:
"O Grupo Aldeia surgiu a partir do encontro de diversos músicos/compositores nos Festivais de Música em Mato Grosso. Além da amizade construída ao longo dos anos, surge a idéia de reunirem-se em torno da prosposta de divulgarem coletivamente suas composições em shows e apresentações públicas. Assim, a partir de 1998 o grupo tem mantido esse trabalho paralelo ao que seus componentes desenvolvem individualmente. (...) um grupo de encontro esporádico (...)

É característica do grupo trazer para o palco artistas locais de onde estejam se apresentando. Assim sendo, já transitaram pelo palco "Aldeia" uma infinidade de músicos/intérpretes/compositores, o que faz com que o grupo apresente uma formação diferenciada em cada lugar, mantendo sempre uma base com os integrantes que deram origem ao projeto: Benone, Thamy, Joãozinho, Anthony, Marcelo e Fausto.

É com esse espírito coletivo que transpira a diversidade cultural que o Grupo Aldeia registra neste primeiro CD. Um trabalho que inclui folia, maracatú, baião, moda de viola... músicas compostas por seus integrantes e duas composições que já marcaram a identidade do grupo por onde passa: Sete (fio da mãe), de Diró Nolasco e Caminhos de Rio de Jean e Paulo Garfunkel."

Um tanto raro esse som já que, além de circular quase que exclusivamente entre músicos, o grupo anda inativo por causa dos projetos individuais de cada membro. Belíssimo CD!!

baixe e ouça para alegrar os dias

Um comentário:

Robson disse...

ola, boa noite...
gostaria de saber algum site ou contato (e-mail) para ter acesso aos trabalhos de vocês...
Estou em goiânia e por acaso ouvi o cd Cantoriá, apresentado por uma garota do Mato Grosso...muito bom!! espero ter acesso a outros trabalhos de vocês...
Meu e-mail é
robson111vgj@hotmail.com

Até,